segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Relatório da Missão 25 do Habitat Marte - 20 e 21 de dezembro de 2019


Período: 
20 a 21 de dezembro de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Elton Luiz Dantas
Cientista-chefe 
E-mail: elton@unb.br

Davi Alves Feitosa de Souza
Executivo-chefe.

Bruno Moraes Barreto
Assistente de Operações

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Comandante da missão

Objetivo geral:
Realização de Atividade Extraveicular no pico do Cabugi para coletar amostra de basalto e solo para se examinar a viabilidade em desenvolver a formulação de um solo análogo à Marte.

Apresentação
Na missão 25 desenvolvida em 20 a 21 de dezembro de 2019 discutiu-se metodologias a viabilidade de desenvolver solo simulado de Marte com base no uso do basalto disponível no Pico do Cabugi. Como resultado de se buscar as possíveis semelhanças das rochas e solos análogos à Marte, foi realizada Atividade Extraveicular no Pico do Cabugi na manhã do segundo dia da missão 25. Realizou-se também a manutenção da bomba de água do tanque de peixes. 

Atividades desenvolvidas na missão:
- Atividade Extraveicular no Pico do Cabugi;
- Manutenção do BioHabitat.

21 de dezembro de 2019
Horário
Atividades
21h
- Atividade pré-missão;
- Início da missão no Habitat Marte;
21h-23h
- Atividade de verificação da estação;
- realização de manutenções como a troca da bomba;
- Avaliação de oportunidades de inovação.
23h-0h
- Observação astronômica.


22 de dezembro de 2019
Horário
Atividades
0h-0h30m
- Preparação para dormir.
5h20m-5h30m
- Despertar.
5h30m-6h30m
- Levantamento de necessidades de melhoria.
- Preparação do relatório.
6h30m
- Temperatura interna do Habitat: 37 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 66%.
6h30m-6h40m
- Identificação de pontos de cupim no BioHabitat.
6h40m-7h40m
- Discussão sobre criação de solo simulado de Marte.
7h30m-8h
- Café da manhã.
8h45m-9h
- Preparação para a Atividade Extraveicular
- Fotos oficiais da missão 25
9h
- Deslocamento para exploração do pico do Cabugi
9h20m
- Deslocamento de Caiçara do Rio do Vento para o pico do Cabugi
9h46m
- Chegada em Lajes (30km de Caiçara do Rio do Vento)
9h55m
- Chegada no pico do Cabugi (39km de Caiçara do Rio do Vento)
10h
- Início da subida do pico do Cabugi
10h40m
- Chegada do neck vulcânico do pico do Cabugi
10h40m-11h20m
- Coleta de amostras de basalto vulcânico e de solo.
- Registros fotográficos da missão.
11h20m
- início da descida do neck vulcânico do pico do Cabugi
12h
- Chegada ao veículo e retorno à Caiçara do Rio do Vento
12h50m
- Chegada no Habitat Marte
12h50m-13h30m
- Atividade pós-EVA
13h30m
- Temperatura interna do Habitat: 34,5 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 32%.
13h30m-14h
- Almoço
14h-14h15m
- Preparação para o encerramento da missão.
14h-14h15m
- Encerramento da missão.


Resultados e considerações finais

                  A missão aconteceu nos dias 21 e 22 de dezembro de 2019, sendo a vigésima quinta missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. Foi a 17amissão  no ano de 2019.
A equipe da missão 25 foi composta por Elton Dantas (Cientista-chefe), Davi Souza(Executivo-chefe da missão), Bruno Barreto(assistente de operações) o professor Julio Rezende(comandante). A missão teve uma carga horária de 17 horas. 
                  O segundo dia amanheceu nublado. No início da manhã foi realizada discussão sobre o desenvolvimento de solo análogo realizando-se consultas a literatura especializada. Decidiu-se a realização de pesquisa sobre o tema considerando uma metodologia de coleta do solo, envolvendo posteriormente a britagem, moagem e peneiramento em diferentes frações granulométricas para análise para tentar simular o solo de Marte. A pesquisa tem parceria com o Laboratório de Geocronologia da Universidade de Brasília - UnB. Também será construída parceria com o Departamento de Geologia da UFRN. O passo seguinte, caso se consiga desenvolver um padrão de solo simulado de Marte seria a realização de cultivos de sementes nesses extratos.
                  A decisão de pesquisar o desenvolvimento de solo simulado à Marte motivou a realização de Atividade Extraveicular no pico do Cabugi, onde seria possível colher amostras do basalto para a realização de análise. A equipe da missão 25 deixou o Habitat Marte às 9 horas, chegando no ponto de subida às 10 horas. Durante a missão foram coletadas amostras de basalto e solo vulcânico.
                  Devido à parada no sistema para substituição da bomba, optou-se por não realizar a verificação e manejo do BioHabitat porque haveria discrepância dos valores realizados durante a leitura. Foram inseridas novas sementes de tomate e pinha. A introdução da semente de pinha teve o objetivo de avaliar se os grow beds poderiam funcionar como uma sementeira dessas sementes.

                  Foi muito bom observar uma parceria com a Universidade de Brasília se formando a partir do possível apoio do Laboratório de Geocronologia.
Mais informações sobre as missões e o Habitat Marte podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende (Comandante da missão) - Habitat Marte – www.Habitatmarte.com.







domingo, 22 de dezembro de 2019

Research on Mars simulant soil in Brazil

In Brazil, in semiarid of Rio Grande do Norte State, is operating the Mars analog research station Habitat Marte. The station Habitat Marte is the only Mars analog habitat in operation in South hemisphere. Since December, 2017 just happened 25 missions with 600 hours, 74 participants and more than 50 days.
The last mission (25th) in Habitat Marte occurred during December, 20thand 21stwith Extraveicular Activities 28 ml/46 km away, in Cabugi Volcano focusing to collect basalt. This feature contributes to the development of studies on the formulation of a Mars soil simulant in Brazil.
Cabugi Peak is located in the central region of Rio Grande do Norte state, in northeastern Brazil. Geologically, Cabugi Peak is an extinct 590-meter-high volcano, with an age of 19 million years presenting basalt in the summit.
Basalt is also common in moon and Mars. Basaltic formations, common to volcanic areas, have been a source of research to identify whether this raw material can be used to develop a Mars simulant soil.
Research on Martian soil simulation reveals its importance in seeking to evaluate how the development and behavior of plants in these soils will be, in order to evaluate the cultivation of food that will allow the feeding of future settlements on Mars and the moon.
Future research will answer how analogous to Mars is the rock and soils collected in Cabugi volcano.
The research on Mars simulant soil is developed by Federal University of Rio Grande do Norte – UFRN and University of Brasilia – UnB.
The Habitat Marte is looking for opportunities of partnerships. Coordinator: Prof. Julio Rezende – juliofdrezende@hotmail.com
www.HabitatMarte.com.

domingo, 8 de dezembro de 2019

Relatório da Missão 24 do Habitat Marte - 4 a 5 de dezembro de 2019.



Período: 
4 a 5 de dezembro de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Dalmo Múcio Silva dos Santos
Cientista-chefe da aquaponia
E-mail: dalmomucio@gmail.com

Davi Alves Feitosa de Souza
Executivo-chefe.

José Felipe da Silva
Assistente de Operações

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Comandante da missão

Objetivo geral:
Desenvolver  protocolos aplicados à produção de alimentos na Lua e em Marte, considerando possíveis riscos e ameaças, atividade alusiva às comemorações de 50 anos de chegada do homem à Lua.

Apresentação
Na missão 24 procurou-se avaliar protocolos de apoio ao funcionamento de sistemas de produção de alimentos em operação na Lua. Realizou-se a manutenção do sistema de produção de alimentos BioHabitat. Discutiu-se delineamentos e oportunidades de pesquisas para o ano de 2020, envolvendo em especial a produção de alimentos.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Identificação de oportunidades de inovação;
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- Identificação de colaborações para o funcionamento de habitats lunares.
- Leitura e estudo do livro Aquaponics Food Production Systems.

4 de dezembro de 2019
Horário
Atividades
21h30m-22h
- Atividade pré-missão;
- Início da missão no Habitat Marte;
22h-23h
- Avaliação de oportunidades de inovação.
23h-0h
- Leitura e estudo do livro Aquaponics Food Production Systems e durante a leitura fizemos apontamentos importantes sobre o texto.


5 de dezembro de 2019
Horário
Atividades
0h-h120m
- Leitura e estudo do livro Aquaponics Food Production Systems.
- Reflexões de metodologias operacionais.
- Temperatura interna do Habitat: 27,2 oC.
- Umidade relativa interna do Habitat: 63%.
1h20m-1h40m
- Preparação para dormir.
6h40m
- Despertar
7h-7h30m
- Avaliação de oportunidades de pesquisas
7h30m-8h
- Café da manhã.
8h-12h
Manutenção do BioHabitat: parada no sistema e limpeza dos leitos e tubulações. Foram desenvolvidas as seguintes atividades específicas:
- Pulverização e eliminação dos formigueiros com uma mistura de água e detergente lava louças na proporção 1:1;
- Remoção dos pés de manjericão e suas raízes;
- Limpeza dos tubos de 25 mm de abastecimento;
- Lavagem dos grow beds e suas respectivos bell siphons;
- Lavagem das argilas expandidas (LECA'S);
- Lavagem da bomba hidráulica;
- Remontagem da todos os componentes do módulo aquapônico do Bio Habitat e funcionamento do mesmo.

12h-13h
- Preparação do almoço
- Temperatura interna do Habitat: 34,5 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 59%.
13h-13h45m
- Almoço
- Limpeza dos pratos
13h45m-14h
Preparação dos relatórios 
14h-14h40m
- Reposição da argila expandida nos grow beds,
- Religamento do sistema;
- Finalização da manutenção.
14h40m-15h
- Encerramento da missão.


Resultados e considerações finais
Na viagem e na missão no Habitat Marte foram discutidas várias oportunidades de inovação e ações para serem desenvolvidas em 2020:
- realização de evento no final de janeiro no Habitat Marte com a presença de instituições em celebração dos 2 anos de funcionamento da estação de pesquisa. Serão convidadas pessoas com relevante atuação na área espacial. Este seria uma edição especial do Fórum Aeroespacial;
- realizar parcerias de patrocínios com a empresa;
- Ver parceria da CRECTEALC Brasil;
- reflexões sobre a política de saúde na estação de o uso da telemedicina. Ver pesquisa colaborativa com pesquisador da área da UFRN;
- Ver pesquisa colaborativa com pesquisador da área da UFRN na área de educação física e qualidade de vida;
- Pesquisas utilizando o couro de tilápia para tratamento de queimaduras. Essa pesquisa contribuiria para aproveitar o resíduo da tilápia, o que pode ser reaproveitado em Marte conforme um conceito de circularidade.
- realização de trabalhos para revistas científicas.
- Pesquisa, construção e ampliação da estufa;
- cultivo do camarão e do uso do NFT e DWC;
- criação do fogão solar;
- divulgação do Habitat Marte nas mídias;
- reflexão sobre o desenvolvimento de rações. Para isso recomenda-se ver o Appendix 5 – Making homemade fish feed do livro Small-scale aquaponic food production Integrated fish and plant farming.

                  A missão aconteceu nos dias 4 e 5 de dezembro de 2019, sendo a vigésima quarta missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 24 foi composta por Dalmo Santos (Cientista-chefe), Davi Souza(Executivo-chefe da missão) o professor Julio Rezende(comandante) e o apoio de José Felipe da Silva (assistente de operações). A missão teve uma carga horária de 17 horas. 
O BioHabitat não é  apenas de um sistema de aquaponia, é algo maior. Trata-se de um ambiente de simulação de um sistema de produção de alimentos em um habitat espacial. Desse modo, a manutenção do sistema do BioHabitat não pode ser a mesma aplicada na manutenção de um sistema de aquaponia tradicional. 
O que estamos fazendo é algo inovador, não pode ser o mesmo protocolo aplicado a sistema de aquaponia. No Habitat Marte procuramos desenvolver um olhar e um cuidado diferenciado quanto à operação do sistema de produção de alimentos.
Mostra-se muito desafiador a produção orgânica e saudável de alimentos. No final de 2019 (5 de dezembro) na estufa BioHabitat da estação de pesquisa Habitat Marte, em 3 dos 6 de cultivo, haviam formigas pretas. Os 3 leitos foram desmontados para retirada dos formigueiros.
                  Devido à presença de plantas com raízes grandes, como é o caso do Manjericão (Ocimum basilicum), o posicionamento próximo ao sifão gerou entupimentos em 3 grow beds, prejudicando o funcionamento. Isso gerou a necessidade de manutenção corretiva na qual foram retiradas as argilas expandidas dos grow beds para extrair a estrutura radicular do manjericão. 
O manjericão foi coletado; as caixas (grow beds) foram esvaziadas, limpas e colocadas para secagem. Depois a argila expandida foi reintroduzida nos grow beds para em uma outra missão ser realizado novamente o cultivo em uma próxima missão. 
A produção de alimentos em Marte e Lua trata-se de um desafio ainda maior, quando comparado aos habitats análogos em funcionamento no planeta Terra.
                  Na manutenção de sistemas de produção de alimentos em habitat espaciais deve-se lembrar que as matérias-primas na Lua e Marte serão recicladas infinitamente (endless recycled).
Mais informações sobre as missões e o Habitat Marte podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende (chefe-executivo),Dalmo Santos(Comandante da missão) eDavi Feitosa (engenheiro-chefe da Missão) - Habitat Marte – www.Habitatmarte.com.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Missão na estação no Habitat Marte celebrará os 50 anos de chegada do homem à Lua


2019 registra 50 anos da chegada do homem à Lua. Em 1969 ocorreram as missões Apollo 11 e Apollo 12. A missão Apollo 11 decolou em 16 de julho de 1969, com pouso na Lua em 20 de julho de 1969 com a participação de Neil A. Armstrong, Michael Collins e Edwin E. "Buzz" Aldrin. A Apollo 12 foi a segunda missão em solo lunar. O pouso ocorreu em 19 de novembro de 2019. Desse modo,  o ano de 1969 foi marcante na área aeroespacial.  A comemoração dos 50 anos de chegada do homem à Lua estimulou a avaliação e o planejamento de novas missões de exploração lunar,  sendo o satélite compreendido como um trampolim para missões extraplanetárias mais ousadas, como a ida do homem à Marte.
A equipe da missão 24 é composta por Davi Alves Feitosa de Souza (executivo-chefe da Missão), Dalmo Múcio Silva dos Santos(técnico em aquaponia) e o professor Julio Rezende(comandante).
Nesse sentido, a estação de pesquisa Habitat Marte promove a missão 24 com o objetivo de refletir e desenvolver propostas sobre como pode ser o funcionamento de habitats na Lua. A missão no Habitat Marte ocorre nos dias 4 e 5 de dezembro de 2019. Mais informações podem ser encontradas em: www.HabitatMarte.comou com o professor Julio Rezende (Departamento de Engenharia da Produção-UFRN): 99981-8160, e-mail:juliofdrezende@hotmail.com.

#Apollo11 #Apollo12 #Apollo50th #Moon #space

Relatório da Missão 27 do Habitat Marte - 10 de janeiro de 2020.

Período:  10 de janeiro de 2020. Local:  Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiár...