sábado, 13 de julho de 2019

Fotos da missão 19 do Habitat Marte - 12 e 13 de julho de 2019






Relatório da Missão 19 do Habitat Marte

Relatório da Missão 19 do Habitat Marte

Período: 
12 a 13 de julho de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Comandante da missão
E-mail: daviafs15@gmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Cientista-chefe

Objetivo geral:
Manejo do BioHabitat com testes do sistema de automação da aquaponia (sensores de temperatura e umidade) e elaboração de artigos.

Apresentação
A missão 19 do Habitat Marte foi realizada conforme a programação anual. Nesta missão deu-se início à instalação da Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos – ETROS, que permitirá o tratamento das tilápias cultivadas no sistema de aquaponia do BioHabitat. Também na missão deu-se delineamentos para elaboração de vários artigos.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- Melhoria do manual operacional;
- Delineamentos sobre a elaboração de artigos;
- Elaboração do relatório da missão.

12 de julho de 2019
Horário
Eventos
19h30m-20h
- Início da missão no Habitat Marte
- organização dos materiais.
- Verificações iniciais do BioHabitat e do Habitat Marte. Visitou-se a sala que está em reforma onde funcionará a biblioteca/ sala de reuniões / treinamento.
- Preparação do jantar. 
- Temperatura interna do Habitat: 26,8o
- Umidade relativa interna do Habitat: 67%
19h50m-20h10m
- Preparação do jantar.
20h10m-20h30m
- Jantar  (torrada com queijo de manteiga, macarrão com atum e bebida energética).
20h30m-20h45m
- Limpeza dos pratos e preparação do relatório. 
- Temperatura interna do Habitat: 26,7oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 68%.
20h45m-21h25m
- Elaboração do relatório;
- Avaliação de oportunidades de melhoria como ampliação da estufa com o desenvolvimento de novos meios de cultivo no BioHabitat.
21h25m-22h45m
- Manejo do BioHabitat;
Introdução do uso de sensor DHT11 com Arduino para verificação de temperatura e umidade interna;
- Temperatura interna do BioHabitat: 25oC (medição: 21h35m)
- Umidade relativa interna do BioHabitat: 73%.
Foram extraídas 1 planta de pimentão que apresentou problema em seu desenvolvimento. Suas raízes tinham características de apodrecimento. O pé de pimentão que foi encontrado murcho. 
- Um alface foi atacado por formigas que criaram em um formigueiro no interior do growbed.
- As demais plantas tiveram grande crescimento. 
- Notou-se a presença de alguns pequenos insetos brancos abaixo das folhas de algumas plantas com cerca de 2mm de comprimento. Também foram notados alguns grilos. Foi feito registro de tudo isso.
- Foi preparada uma solução de detergente e água para debelar os insetos que foi aplicada no alface.
- Nota-se o desenvolvimento de um ecossistema com sapos, pequenas rãs, lagartixas, grilos, aranhas, formigas e insetos diversos.
- Avaliou-se várias possibilidades de usos para o manjericão que está crescendo no BioHabitat.
- Complementou-se a água do tanque do sistema de aquaponia.
- Realizou-se também melhoria do Manual Operacional.
22h45m-0h
- Elaboração do relatório;
- Elaboração de artigos para a Mars Society Convention em Los Angeles.

13 de julho de 2019
Horário
Eventos
0h-1h
- Elaboração de artigos.
- Temperatura interna do Habitat: 26,2 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 70%.
6h30m-7h
- Despertar.
7h-8h40m
- identificação de oportunidades de melhoria na estação;
- Preparação do relatório;
- Preparação de dois reservatórios de coleta de água de chuva;
- Plantação de Melancia e Jerimum, abacate e pinha;
- Temperatura interna do Habitat: 26,5 °C (7h);
- Umidade relativa interna do Habitat: 72% (7h).
8h40m-8h55m
- Preparação do café da manhã.
- Preparação do relatório.
- Verificação da reforma do Habitat Marte com a construção do espaço da biblioteca.
8h55m-9h10m
- Café da manhã (ovo mexido com manjericão, pão carteira com queijo do sertão com raspa de tacho e café).
9h10m-9h15m
- Limpeza dos pratos e elaboração do relatório.
9h15m-10h05m
- Organização dos tanques de coleta d’água.
10h05m-11h25m
- Início da instalação da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânicos - ETROS.
11h25m-11h45m
- Preparação para o encerramento.
11h45m
- Encerramento da missão.

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 12 e 13 de julho de 2019 a décima nona missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 19 foi composta por Davi Souza (comandante da missão) e o professor Julio Rezende(cientista-chefe). A missão teve um enfoque especial no desenvolvimento de artigos a serem submetidos para 3 eventos internacionais.
Algo inovador na missão foi imaginar o desenvolvimento de novos produtos, metodologias e protocolos. Realizou-se melhoria do Manual Operacional do Habitat Marte e de alguns protocolos e concebeu-se novos enfoques para artigos e abordagens a serem exploradas.
Deu-se grande atenção à manutenção do BioHabitat e verificou-se a grande disponibilidade de manjericão que a estufa vem proporcionando, possibilitando desenvolver nas próximas missões um molho pesto.
A missão teve uma carga horária limitada de 16 horas, inferior as missões regulares. Contudo, percebeu-se de grande relevância os resultados da missão, tendo em vista os encaminhamentos, atividades desenvolvidas e aprendizados proporcionados. Esta missão expressa a importância da perseverança, da disciplina, do hábito. As atividades são desenvolvidas baseadas em uma mistura de teimosia, persistência, inocência e ingenuidade. É interessante observar como a persistência no desenvolvimento das missões contribui para resultados frutíferos.
                  No BioHabitat há uma grande valorização da vida, com um tratamento e atenção especial a cada planta. É como se todas as plantas ajudem a formar uma família. Também foi detectado que o BioHabitat está se transformando em um ecossistema com uma grande variedade de animais como sapos, rãs e lagartixas.

Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Cientista-chefe
Habitat Marte

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Mars simulation station Habitat Marte launches pioneering research on soil development analogous to Mars


The research station Habitat Marte presents as one of its most innovative projects for the second semester of 2019, the development of soil analogous to Mars.
The research will involve researchers from different areas of UFRN, UnB, EMPARN, UFERSA and IFRN. Investigations have already been developed by Weiger Wamelink at the University of Wageningen in the Netherlands.
Something that favors Habitat Marte in the development of research of soil formulation analogous to Mars is to be located in the state of Rio Grande do Norte, an area with great variety of minerals.
For research on simulation of the soil of Mars, one of the components is the volcanic soil. It is interesting to note that this ingredient is in great availability near the research station Habitat Marte, due to its proximity (40 km) of extinct volcano Cabugi Peak, with volcanic soil about 25 km away.
Another strategic advantage for the operation of the Habitat Marte research station in the state of Rio Grande do Norte is the existence of some educational institutions with research in the area of  geology that are constituted as important partners: 1 - Federal University of Rio Grande do Norte - UFRN, 2 - Agricultural Research Company - EMPARN; 3 - Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte - IFRN and 4 - Federal Rural University of the Semi-Arid - UFERSA. These institutions have laboratory infrastructure in the area of soil and rock analysis, institutions that the coordination of Habitat Mars has a good relationship.
The development of soil analogous to Mars will be strategic for the cultivation of some types of plants, in order to simulate the conditions found on Mars. The research seeks to present subsidies for the sustainability of future habitats on Mars, an important step for human expansion in the universe.
The research is coordinated by Professor Julio Francisco Dantas de Rezende, manager of Habitat Marte, professor at UFRN and director of innovation at FAPERN. More information on the next steps in the development of soil analogous to Mars can be found at www.HabitatMarte.com.

The Habitat Marte research station had for the first time the participation of a child in its team

The Habitat Mars research station held for the first time a mission with the participation of a child, Gabriel Randazzo, 12 years old. Gabriel carried out support activities during the research mission. The participation of children under the supervision of a responsible is an important activity to be carried out in Habitat Mars, as it collaborates to the training of future researchers.
Mission 18 was attended by Davi Souza (chief scientist and brother of Gabriel), Gabriel Randazzo (Mission Research Assistant) and Professor Julio Rezende (mission commander). The mission took place on July 3 and 4, 2019. The complete mission report (in Portuguese) is available at: www.HabitatMarte.com.

The Braziian Mars analog research station Habitat Marte prepared the first meal with food produced in the greenhouse BioHabitat

The Braziian Mars analog research station Habitat Marte carried out for the first time the preparation of meal that were grown in the BioHabitat greenhouse, according to the operation of an aquaponics system. Lettuce and basil were used in food preparation.
The Organic Waste Treatment Station (ETROS) is being prepared, which will support the treatment of fish that are also produced through the aquaponics system in operation in Habitat Marte. Tilapia created on Habitat Mars will be an important source of protein for members of Habitat Mars crews.
Mission 17 was attended by Davi Souza (chief scientist), Vinicius Richele (Mission Research Assistant) and Professor Julio Rezende (mission commander). The mission took place on June 28 and 29, 2019. The complete mission report (in Portuguese) is available at: www.HabitatMarte.com.

Estação de simulação Habitat Marte inicia pesquisa pioneira sobre desenvolvimento de solo análogo à Marte


A estação de pesquisa Habitat Marte apresenta como um dos seus projetos mais inovadores para o segundo semestre de 2019, o desenvolvimento de solo análogo à Marte. 
A pesquisa envolverá pesquisadores de diferentes áreas da UFRN, UnB, EMPARN, UFERSA e IFRN. Investigações já foram desenvolvidas por Weiger Wamelink na universidade de Wageningen - Holanda. 
Algo que favorece o Habitat Marte quanto ao desenvolvimento de pesquisas de formulação do solo análogo à Marte é estar localizado no estado do Rio Grande do Norte, área com grande variedade minerológica.
Para as pesquisas de simulação do solo de Marte, um dos componentes é o solo vulcânico. É interessante informar que esse ingrediente há em grande disponibilidade nas proximidades da estação de pesquisa Habitat Marte, tendo em vista a sua proximidade (40 km) do vulcão extinto Pico do Cabugi, havendo solo vulcânico à cerca de 25 km de distância. 
Outra vantagem estratégica para o funcionamento da estação de pesquisa Habitat Marte no estado do Rio Grande do Norte é a existência de algumas instituições de ensino com pesquisas na área de geologia que se constituem enquanto importantes parceiros: 1 - Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, 2 - Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN – EMPARN; 3 – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN e 4 - Universidade Federal Rural do Semiárido – UFERSA. As referidas instituições possuem infraestrutura laboratorial na área de análises de solos e rochas, instituições que a coordenação do Habitat Marte possui boa relação.
O desenvolvimento do solo análogo à Marte será estratégico para o cultivo de alguns tipos de plantas, de modo a simular as condições encontradas em Marte. A pesquisa procura apresentar subsídios para a sustentabilidade de futuros habitats em Marte, importante passo para a expansão humana no universo. 
A pesquisa é coordenada pelo professor Julio Francisco Dantas de Rezende, coordenador do Habitat Marte, professor da UFRN e diretor de inovação da FAPERN. Mais informações sobre os próximos passos no desenvolvimento do solo análogo à Marte podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com

terça-feira, 9 de julho de 2019

O Habitat Marte teve pela primeira vez a participação de uma criança em sua equipe


A estação de pesquisa Habitat Marte realizou pela primeira vez uma missão com a participação de uma criança, Gabriel Randazzo, de 12 anos. Gabriel realizou atividades de apoio durante a missão de pesquisa. A participação de crianças sob a supervisão de um responsável é uma importante atividade a ser realizada no Habitat Marte, pois colabora para a formação de futuros pesquisadores.
A missão 18 teve a participação deDavi Souza (cientista-chefe e irmão de Gabriel), Gabriel Randazzo (Assistente de pesquisa da missão) e o professor Julio Rezende(comandante da missão). A missão aconteceu nos dias 3 e 4 de julho de 2019. O relatório completo da missão encontra-se disponível em:www.HabitatMarte.com.

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Estação de simulação Habitat Marte elaborou a primeira refeição com alimentos produzidos na estufa BioHabitat


A estação de pesquisa Habitat Marte realizou pela primeira vez a preparação de alimentos que foram cultivados na estufa BioHabitat, conforme a operação de um sistema de aquaponia. Foram utilizados na preparação de alimentos o alface e o manjericão.
Está sendo preparada a Estação de Tratamento de Resíduos Orgânicos (ETROS) que dará suporte no tratamento dos peixes que também são produzidos através do sistema de aquaponia em funcionamento no Habitat Marte. As tilápias criadas no Habitat Marte serão importante fonte de proteína para os membros das tripulações do Habitat Marte.
A missão 17 teve participação de Davi Souza (cientista-chefe), Vinicius Richele (Assistente de pesquisa da missão) e o professor Julio Rezende(comandante da missão). A missão aconteceu nos dias 28 e 29 de junho de 2019. O relatório completo da missão encontra-se disponível em:www.HabitatMarte.com.

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Fotos da missão 18 no Habitat Marte








Relatório da Missão 18 do Habitat Marte

Relatório da Missão 18 do Habitat Marte
Período: 
3 a 4 de julho de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Cientista-chefe
E-mail: daviafs15@gmail.com

Gabriel Randazzo
Pesquisador Assistente
E-mail: dinodangabriel@gmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Comandante da missão

Objetivo geral:
Conclusão das instalações elétricas do MarsLab e desenvolvimento de pesquisa sobre formulação do solo análogo à Marte.

Apresentação
Esta foi a primeira missão com participação de uma criança: Gabriel Randazzo, de 12 anos. Nesta missão foram aprimoradas as instalações elétricas do Habitat Marte e ocorreu o aprofundamento da pesquisa sobre o desenvolvimento do solo análogo à Marte.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Realização de melhorias nas instalações elétricas do Habitat Marte;
- Reparo em utensílios e instalações;
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- Elaboração do relatório da missão.

3 de julho de 2019
Horário
Eventos
14h20m
Início da missão no Habitat Marte e organização dos materiais.
15h20m
Recepção de estudantes no Habitat Marte.
16h20m-18h40m
Realização de instalações elétricas do MarsLab.
18h40m-19h
Observação astronômica. Foram identificados 3 satélites, além do planeta Jupiter. 
19h–19h50m
- Realização de instalações elétricas do MarsLab.
- Preparação do relatório.
- Temperatura interna do Habitat: 27o
- Umidade relativa interna do Habitat: 72%
- Preenchimento do questionário inicial por Gabriel.
19h50m-20h40m
- Preparação de artigo sobre desenvolvimento de solo análogo à Marte.
- Limpeza do MarsLab.
20h40m-20h55m
- Preparação do jantar.
20h55m-21h20m
- Jantar  (pão, atum, ovos e queijo de manteiga, café e rapadura).
21h20m-21h30m
- Limpeza dos pratos e organização do espaço físico.
- Temperatura interna do Habitat: 26,4oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 75%.
21h30m-0h
- Realização de reparos diversos e continuidade nas instalações elétricas. Foi identificado a presença de cupim em algumas madeiras da cobertura do telhado do Habitat Marte.
- Elaboração do relatório.
- Temperatura interna do Habitat: 26,4oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 75%.

4 de julho de 2019
Horário
Eventos
0h-1h35m
- Conclusão das instalações elétricas.
- Conclusão de reparos diversos.
- Temperatura interna do Habitat: 26oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 76%.
1h35m-2h20m
Preparação para dormir.
6h-6h30m
- Despertar.
- Preparação do relatório 
- Temperatura interna do Habitat: 25,4 °C (7h);
- Umidade relativa interna do Habitat: 76% (7h). 
6h30m-7h05m
- Realização do manejo e monitoramento do BioHabitat.
- Preparação do relatório.
- Atualização do blog www.Habitatmarte.com.
- Realização de medidas do BioHabitat para construção do modelo em 3D.
7h5m-7h40m
- Preparação do café da manhã.
- Preparação do relatório.
- Verificação da reforma do Habitat Marte com a construção do espaço da biblioteca.
7h40m-7h55m
- Café da manhã (cuscuz com ovo e linguiça calabresa, café, queijo e pão).
7h55m-8h
- Limpeza dos pratos.
8h-8h20m
Preparação para o encerramento.
8h20m
Encerramento da missão.

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 3 e 4 de julho de 2019 a décima oitava missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 14 foi composta por Davi Souza (cientista-chefe), Gabriel Randazzo (Assistente de pesquisa da missão) e o professor Julio Rezende(comandante da missão). A missão visou principalmente a conclusão das instalações elétricas do MarsLab e pesquisa e desenvolvimento do solo análogo à Marte, nova fronteira pioneira na pesquisa espacial no Brasil.
                  A realização das instalações elétricas tiveram início às 15h20m e se estenderam até às 00h20m, de modo quase ininterrupto, havendo uma parada apenas para o jantar. A atividade da melhoria das instalações elétricas foi realizada por Davi Souza. 
A missão teve uma carga horária limitada de 18 horas, inferior as missões regulares. Contudo, tendo em vista o foco apresentado na realização das instalações elétricas e a avaliação da pesquisa sobre o desenvolvimento do solo análogo à Marte, considera-se que os resultados gerais da missão foram muitos positivos. Também merece atenção a participação de uma criança de 12 anos na missão: Gabriel Randazzo. Trata-se da primeira vez que uma criança participa da missão. Gabriel Randazzo teve como responsável o irmão Davi Souza
Durante a missão ocorreu contato com um dos pesquisadores do programa de pós-graduação em geologia da UnB, o qual se interessou em desenvolver pesquisa cooperativa relacionada ao desenvolvimento do solo análogo à Marte.
Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Comandante da missão
Habitat Marte

Relatório da Missão 24 do Habitat Marte - 4 a 5 de dezembro de 2019.

Período:  4 a 5 de dezembro de 2019. Local:  Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade d...