sábado, 22 de junho de 2019

Relatório da Missão 16 do Habitat Marte



Período: 
19 e 20 de junho de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Chefe da missão
E-mail: daviafs15@gmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Comandante da missão

Objetivo geral:
Preparação do MarsLab (instalações elétricas e mobiliário)

Apresentação
A missão 16 envolveu a melhoria da infraestrutura do Habitat Marte, com maior ênfase na preparação do MarsLab.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Realização de considerações sobre um novo protótipo do Módulo Autônomo de Resfriamento Sustentável - M.A.R.S  (Módulo de Controle);
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- Preparação da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânicos (ETRO);
- Elaboração do relatório da missão.

19 de junho de 2019
Horário
Eventos
17h
Início da missão
17h-17h30m
Avaliação de ações de melhoria da estação.
- Temperatura interna do Habitat: 29,6o
- Temperatura externa do Habitat: 24oC
- Umidade relativa interna do Habitat: 52%
- Umidade relativa externa do Habitat: 74%
17h30m-18h
Levantamento de necessidades de ações no Habitat Marte e possíveis melhorias.
18h-19h10m
Observação astronômica: foram observados mais de 12 satélites: um recorde de observação comparado a todas as missões anteriores. Observou-se também um meteoro. Considerou-se importante a nitidez do céu sem turbulências visuais como formação de nuvens. A nitidez do céu pode estar relacionada também a uma temperatura propicia. 
19h10m-20h
Análise do funcionamento da pastilha de Peltier para o funcionamento do Módulo Autônomo de Resfriamento Sustentável - M.A.R.S
20h-21h
Realização de atividades no entorno do Habitat Marte
21h-22h
Refeição
22h-23h10m
Levantamento de materiais elétricos disponíveis.
- Temperatura interna do Habitat: 23,4o
- Umidade relativa interna do Habitat: 63%


20 de junho de 2019
Horário
Eventos
5h30m
- Despertar;
- Melhoria do Manual Operacional;
- Preparação para a atividade de manejo do BioHabitat;
- Temperatura interna do Habitat: 25o
- Umidade relativa interna do Habitat: 66%
5h30m-7h30m
- Verificação do entorno do Habitat Marte;
- Atualização do Manual Operacional;
- Preparação de dois novos leitos de plantas que a serem introduzidos no BioHabitat;
- Café da manhã: cuscuz com linguiça calabresa e café.
7h30m-9h
- manejo do sistema de aquaponia do BioHabitat. A água apresentou turbidez, considerando a perda de água de 14 cm. As plantas estão germinando em todos os grow beds.
- Foi realizada manutenção do BioHabitat e do Canteiro Econômico identificando oportunidades de melhoria.
9h-12h30m
- Realização das instalações elétricas do MarsLab.
12h30m-13h
- Almoço.
9h-19h30m
- Realização das instalações elétricas do MarsLab.
19h30m-19h45m
- Preparação para encerramento da missão
19h45m
- Encerramento da missão. 

Resultados e considerações finais
A missão teve uma carga horaria de 27 horas sendo muito focada na realização das instalações elétricas do Laboratório de Tecnologias Aplicadas à Marte e o Semiárido – MarsLab, atividade que teve mais de 12 horas de atividades quase ininterruptas, sendo coordenada pelo estudante de engenharia elétrica Davi Feitosa. Para a plena operacionalização do MarsLab ficou faltando a instalação das tomadas. 
Sobre o BioHabitat, algumas constatações: a água do tanque estava mais escura do que a última observação com grande perda de água no sistema. Encaminhamentos sobre a água: complementação do nível de água e observação da mudança das condições. 
Sobre as plantas: os coentros estão germinando. Houve desenvolvimento de outras espécies. Realizou a contagem de plantas verificadas no BioHabitat: plantas até 10 cm: 10. Plantas com mais de 10 cm: 10. Foi observado uma espécie de fungo superficial ou doença em 10% das plantas. Sugestão de adquirir mudas já em desenvolvimento para aproveitar que o leito apresenta boas condições de germinação.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe - 
Habitat Marte

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Relatório da Missão 15 do Habitat Marte



Período: 
3 e 4 de junho de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Comandante da missão
E-mail: daviafs15@gmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Cientista-chefe

Objetivo geral:
Avaliar o próximo modelo do Módulo Autônomo de Resfriamento Sustentável - M.A.R.S  (Módulo de Controle).

Apresentação
A missão 15 estava inicialmente programada para acontecer no final do mês de junho. Contudo, ocorreu a oportunidade de antecipar essa missão. A missão mostrou-se oportuna pois colaborou no suprimento de variados materiais utilizados na melhoria da infraestrutura do Habitat Marte.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Realização de considerações sobre o Módulo Autônomo de Resfriamento Sustentável - M.A.R.S  (Módulo de Controle);
- Plantação de mudas (maxixe, coentro e couve);
- avaliação da reforma do MarsLab e transporte de matérias a serem utilizadas (piso, argamassa e rejunte);
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- Elaboração do relatório da missão.

3 de junho de 2019
Horário
Eventos
19h10m
Chegada em Caiçara do Rio do Vento. Compramos pão, nata e bolachas.
19h48m
Início da missão
19h48m-20h20m
Transporte dos itens da missão
20h20m–21h
Levantamento de necessidades de reforma do MarsLab
21h-23h
Avaliação dos modelos atuais do Módulo Autônomo de Resfriamento Sustentável - M.A.R.S.
- Considerações de uso da pastilha de Peltier em um próximo modelo do módulo de controle.
 - Considerações sobre design de um próximo modelo;
- Avaliação de novos materiais que podem ser usados (estrutura de mochila molle frame, domo de acrílico, mangueira de condução do ar)
- Temperatura interna do Habitat: 28,1o
- Temperatura externa do Habitat: 23o
- Umidade relativa interna do Habitat: 63%
- Umidade relativa interna do Habitat: 88%
23h-23h30m
Observação astronômica. Foi possível ver alguns meteoros.
23h30m-24h
Avaliação de atividades de pesquisa

4 de junho de 2019
Horário
Eventos
0h-10m
- Preparação para dormir.
5h
- Despertar.
5h15m-5h45m
- manejo do sistema de aquaponia do BioHabitat. A água apresentou boa transparência, considerando a perda de água. Em 2 grow beds registrou-se uma baixa taxa de germinação de plantas.
5h45m-6h25m
- Realizou-se o cultivo de sementes de maxixe, coentro e couve em leitos nos quais apresentavam plantas com baixo crescimento.
6h25m-7h08m
- Avaliação do desenvolvimento do canteiro econômico;
- Café da manhã (pão com ovo e café);
- Preparação para o encerramento.
7h08m
- Encerramento da missão. 

Resultados e considerações finais
A missão teve uma carga horaria pequena, aspecto esse que implicou em urgência na realização de variadas atividades. Contudo, a missão foi relevante pois se conseguiu refletir sobre variados aspectos merecedores de atenção. Também no segundo dia se percebeu oportunidades de melhoria do processo de manutenção do BioHabitat, aspecto esse que influenciou na atualização do manual operacional do Habitat Marte.
Foram realizadas visitas de verificação no Habitat Marte entre a missão 14 e 15. Uma das visitas ocorreu nos dias 20 e 21 de maio de 2019. Foi muito satisfatório observar que algumas plantas nasceram e estão evoluindo, tanto no Bio Habitat quanto no canteiro econômico.
Durante a missão foi possível constatar os avanços na ampliação da área útil do Habitat Marte. Uma equipe de dois profissionais está realizando a reforma do que será o MarsLab, laboratório onde será desenvolvidas várias pesquisas aplicadas voltadas ao desenvolvimento de novos produtos, equipamentos e utensílios. As próximas semanas serão dedicadas a se concluir a reformar do MarsLab. O desafio é de na missão de 28 de junho a estrutura do MarsLab estar completamente operacional.
Grande tempo da missão foi dedicado a refletir sobre o Módulo Autônomo de Resfriamento Sustentável - M.A.R.S., assim como o novo capacete que será desenvolvido. O MarsLab será bastante útil para o desenvolvimento desses equipamentos. Acredita-se que o novo equipamento será de grande impacto. Refletiu-se também sobre possibilidades de novas tecnologias para o resfriamento do vestimenta espacial.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe - 
Habitat Marte

sábado, 11 de maio de 2019

Fotos da Missão 14 do Habitat Marte - 10 a 11 de maio de 2019







Relatório da Missão 14 do Habitat Marte - 10 a 11 de maio de 2019

Relatório da Missão 14 do Habitat Marte

Período: 
10 a 11 de maio de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Comandante da missão
E-mail: daviafs15@gmail.com

Dalmo Múcio Silva dos Santos
Executivo-chefe da Missão 
E-mail: dalmomucio@gmail.com

Francisco Diogo Medeiros do Monte 
Agrônomo-chefe
E-mail: diogomedeirosmonte@hotmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Cientista-chefe

Objetivo geral:
Cultivar dos alimentos no sistema de aquaponia no BioHabitat e no canteiro econômico.

Apresentação
Esta missão tem como principal desafio realizar o cultivo de alimentos no sistema de aquaponia na estufa BioHabitat no Habitat Marte e no canteiro econômico.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Plantação de mudas;
- operacionalização da tecnologia social do canteiro econômico;
- Realização de fotos e vídeos de operacionalização da missão;
- Elaboração do relatório da missão.

10 de maio de 2019
Horário
Eventos
17h40m
Chegada em Caiçara do Rio do Vento. Compramos um queijo de coalho (R$ 13,00) e 12 pães (R$ 4,00).
18h05m 
Início da simulação.
18h05m – 18h20m
Observação astronômica. Identificação de um satélite.
18h20m – 18h40m
Avaliação do BioHabitat. Constatações: após 13 dias de funcionamento do sistema de aquaponia verificou-se: 1) entupimento de algumas torneiras; 2) mudança da coloração da água (estando bem mais escura do que o que foi observado no momento de início das operações; 3) a muda de teste introduzida na missão 13 apresentou boas condições física, sendo um indicativo que o sistema está funcionando adequadamente. Imagina-se que a turbidez pode ser decorrente do excesso de biomassa que não está sendo retirado pelas plantas, já que essa ainda não foram cultivadas. Retirou-se o filtro das torneiras dos grow beds para facilitar o fluxo de água.
Concebeu-se alguns ações: desenvolvimento de um protocolo de observação (análise dos fatores bioquímicos, considerando Ph, Nitrito , Nitrato e amônia), diagnósticos e encaminhamentos relacionados ao funcionamento do BioHabitat. Esses dados e encaminhamentos serão realizados em todas as missões gerando uma série de evolução de operação do sistema.
Imaginou-se a realização de um experimento comparado de plantas cultivadas no sistema de aquaponia e no canteiro econômico. Verificar-se-á em quais ambientes as plantas apresentaram o melhor desempenho.
18h40m – 19h
- Temperatura interna do Habitat: 30,1o
- Umidade relativa interna do Habitat: 60,1%
- Temperatura interna  e umidade relativa interna do Habitat mais hostis quando comparadas com a missão passada.
- Início da preparação do relatório e tomada de notas.
- Dados de saúde (Julio Rezende): 1464 calorias ( o dobro da missão passada)
Preparação do jantar.
19h-19h30m
- Jantar  (pão com ovos e queijo, café e rapadura).
- Limpeza dos pratos.
19h30m-0h
- Avaliação de atividades a serem desenvolvidas.
- Preparação de relatório e realização de anotações de pesquisa.
- Criação da Biblioteca On Line do Habitat Marte (Habitat Marte On Line Library – repositório de referencias sobre Marte.
- Temperatura interna do Habitat: 27,6o
- Temperatura externa do Habitat: 24o
- Umidade relativa interna do Habitat: 71%
- Umidade relativa interna do Habitat: 91%
- Dados de saúde (Julio Rezende): 2215 calorias
- Realizou-se reparos e organização de alguns materiais durante a noite.

11 de maio de 2019
Horário
Eventos
0h-2h
- Criação das instruções de manejo do sistema de aquaponia e do protocolo de observação do BioHabitat.
- Atualização do manual operacional.
- Preparação para dormir.
7h-9h
- Despertar.
- Avaliação das atividades a serem realizadas
- Preparação do relatório 
- Temperatura interna do Habitat: 26,2 °C (9h);
- Umidade relativa interna do Habitat: 68% (9h). 
9h-9h20m
- Preparação do café da manhã
- Café da manhã: pão, ovos, queijo, café e coalhada.
9h20m-10h50m
Elaboração do Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitat
10h50m-12h
Operacionalização do Protocolo de observação do BioHabitat: observação e das instruções do Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitat.
12h-12h30m
Complementação do nível de água do tanque (em 160 litros)  e realização do diagnóstico final do sistema de aquaponia.
12h30m-13h15m
Preparação do almoço e elaboração do relatório.

13h15m-13h45m
Almoço (macarronada, limonada e umbu).
- Temperatura interna do Habitat: 33,1o
- Umidade relativa interna do Habitat: 58%
13h45m-17h
- Cobertura do canteiro econômico com sombrite.
- Cultivo de alimentos no sistema de aquaponia e no canteiro econômico.
17h-17h20m
Procedimentos de encerramento da missão.
- Temperatura interna do Habitat: 30,9o
- Umidade relativa interna do Habitat: 60%
17h20m
Encerramento da missão.

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 10 e 11 de maio de 2019 a décima quarta missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 14 foi composta por Davi Souza (comandante da missão), Dalmo Santos (executivo –chefe da missão), Francisco Monte(agrônomo-chefe) e o professor Julio Rezende(cientista-chefe). A missão visou a operacionalização do sistema de aquaponia que alimentará as futuras tripulações participantes de missões na estação de pesquisa e simulação Habitat Marte.A implementação da referida tecnologia já ocorre desde a missão 11.
No dia 11 de maio de 2019foi elaborado o Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitate o Protocolo de observação do BioHabitat, sendo as instruções e operações realizadas pela primeira vez permitindo uma variada coleta de dados que permitirão realizar constatações e diagnósticos sobre a operação do sistema de aquaponia.
O diagnóstico da água no sistema indicou: diminuição do nível de água (evaporação) ocorrendo o aumento da concentração dos compósitos nitrogenados. Verificou-se a taxa de circulação em níveis adequados e administração de excesso de ração no período, desde que entrou em operação o sistema de aquaponia.
A observação dos peixes (análise macroscópica / biometria) indicou: integridade tecidual, das nadadeiras e das brânquias. Não foi verificado a ocorrência de inflamação (vermelhidão/ rubor) nos pedúnculos das nadadeiras.
Enquanto encaminhamentos para operacionalização do sistema de aquaponia, realizou-se a complementação do nível de água do sistema com a adição de 160 litros e a suspensão de alimentação dos peixes por 3 dias.
Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitate o Protocolo de observação do BioHabitatservirão de suporte à gestão e operacionalização do sistema de aquaponia devendo ocupar os membros das missões futuras, sendo essa uma importante responsabilidade das próximas equipe. O manual de operações do Habitat Marte foi atualizado contemplando as instruções desenvolvidas na missão 14.
Realizou-se o cultivo de sementes das seguintes plantas no BioHabitat: pimenta bico, tomate, pimentão, manjericão, rúcula, alface mimosa e cebolinha. Cultivou-se sementes das seguintes plantas no canteiro econômico: alface mostarda, cebola, coentro, rúcula, alface mimosa, cebolinha e alface regina.
O dia 11 de maio de 2019 apresentou uma condição de tempo nublado havendo uma temperatura agradável, o que colaborou no desenvolvimento de várias atividades. Na missão foi preparado um capítulo adicionado ao manual de operações relacionado às atividades pós-missão.
É importante observar aspectos psicológicos envolvidos na missão. Nota-se que a internet é um importante recurso, principalmente para membros que possuem cônjuges e filhos. A comunicação à distância com familiares traz um importante conforto psicológico. Isso é muito importante em missões análogas à Marte como também em futuras missões espaciais.
                  Uma reflexão sobre a saúde em Marte: em locais áridos e semiáridos é muito comum a poeira. Por mais que se deseje isolar os habitats do ambiente externo, dificilmente se combaterá a contaminação dos ambientes internos por poeira. Que tipo de doença a poeira pode gerar em Marte? Considero que essa possa ser uma das principais ameaças à saúde em Marte e na Lua.
Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe - 
Habitat Marte

Relatório da Missão 16 do Habitat Marte

Período:  19 e 20 de junho de 2019. Local:  Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do S...