quarta-feira, 10 de julho de 2019

Estação de simulação Habitat Marte inicia pesquisa pioneira sobre desenvolvimento de solo análogo à Marte


A estação de pesquisa Habitat Marte apresenta como um dos seus projetos mais inovadores para o segundo semestre de 2019, o desenvolvimento de solo análogo à Marte. 
A pesquisa envolverá pesquisadores de diferentes áreas da UFRN, UnB, EMPARN, UFERSA e IFRN. Investigações já foram desenvolvidas por Weiger Wamelink na universidade de Wageningen - Holanda. 
Algo que favorece o Habitat Marte quanto ao desenvolvimento de pesquisas de formulação do solo análogo à Marte é estar localizado no estado do Rio Grande do Norte, área com grande variedade minerológica.
Para as pesquisas de simulação do solo de Marte, um dos componentes é o solo vulcânico. É interessante informar que esse ingrediente há em grande disponibilidade nas proximidades da estação de pesquisa Habitat Marte, tendo em vista a sua proximidade (40 km) do vulcão extinto Pico do Cabugi, havendo solo vulcânico à cerca de 25 km de distância. 
Outra vantagem estratégica para o funcionamento da estação de pesquisa Habitat Marte no estado do Rio Grande do Norte é a existência de algumas instituições de ensino com pesquisas na área de geologia que se constituem enquanto importantes parceiros: 1 - Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, 2 - Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN – EMPARN; 3 – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN e 4 - Universidade Federal Rural do Semiárido – UFERSA. As referidas instituições possuem infraestrutura laboratorial na área de análises de solos e rochas, instituições que a coordenação do Habitat Marte possui boa relação.
O desenvolvimento do solo análogo à Marte será estratégico para o cultivo de alguns tipos de plantas, de modo a simular as condições encontradas em Marte. A pesquisa procura apresentar subsídios para a sustentabilidade de futuros habitats em Marte, importante passo para a expansão humana no universo. 
A pesquisa é coordenada pelo professor Julio Francisco Dantas de Rezende, coordenador do Habitat Marte, professor da UFRN e diretor de inovação da FAPERN. Mais informações sobre os próximos passos no desenvolvimento do solo análogo à Marte podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Relatório da Missão 24 do Habitat Marte - 4 a 5 de dezembro de 2019.

Período:  4 a 5 de dezembro de 2019. Local:  Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade d...