sábado, 11 de maio de 2019

Fotos da Missão 14 do Habitat Marte - 10 a 11 de maio de 2019







Relatório da Missão 14 do Habitat Marte - 10 a 11 de maio de 2019

Relatório da Missão 14 do Habitat Marte

Período: 
10 a 11 de maio de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Comandante da missão
E-mail: daviafs15@gmail.com

Dalmo Múcio Silva dos Santos
Executivo-chefe da Missão 
E-mail: dalmomucio@gmail.com

Francisco Diogo Medeiros do Monte 
Agrônomo-chefe
E-mail: diogomedeirosmonte@hotmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Cientista-chefe

Objetivo geral:
Cultivar dos alimentos no sistema de aquaponia no BioHabitat e no canteiro econômico.

Apresentação
Esta missão tem como principal desafio realizar o cultivo de alimentos no sistema de aquaponia na estufa BioHabitat no Habitat Marte e no canteiro econômico.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Plantação de mudas;
- operacionalização da tecnologia social do canteiro econômico;
- Realização de fotos e vídeos de operacionalização da missão;
- Elaboração do relatório da missão.

10 de maio de 2019
Horário
Eventos
17h40m
Chegada em Caiçara do Rio do Vento. Compramos um queijo de coalho (R$ 13,00) e 12 pães (R$ 4,00).
18h05m 
Início da simulação.
18h05m – 18h20m
Observação astronômica. Identificação de um satélite.
18h20m – 18h40m
Avaliação do BioHabitat. Constatações: após 13 dias de funcionamento do sistema de aquaponia verificou-se: 1) entupimento de algumas torneiras; 2) mudança da coloração da água (estando bem mais escura do que o que foi observado no momento de início das operações; 3) a muda de teste introduzida na missão 13 apresentou boas condições física, sendo um indicativo que o sistema está funcionando adequadamente. Imagina-se que a turbidez pode ser decorrente do excesso de biomassa que não está sendo retirado pelas plantas, já que essa ainda não foram cultivadas. Retirou-se o filtro das torneiras dos grow beds para facilitar o fluxo de água.
Concebeu-se alguns ações: desenvolvimento de um protocolo de observação (análise dos fatores bioquímicos, considerando Ph, Nitrito , Nitrato e amônia), diagnósticos e encaminhamentos relacionados ao funcionamento do BioHabitat. Esses dados e encaminhamentos serão realizados em todas as missões gerando uma série de evolução de operação do sistema.
Imaginou-se a realização de um experimento comparado de plantas cultivadas no sistema de aquaponia e no canteiro econômico. Verificar-se-á em quais ambientes as plantas apresentaram o melhor desempenho.
18h40m – 19h
- Temperatura interna do Habitat: 30,1o
- Umidade relativa interna do Habitat: 60,1%
- Temperatura interna  e umidade relativa interna do Habitat mais hostis quando comparadas com a missão passada.
- Início da preparação do relatório e tomada de notas.
- Dados de saúde (Julio Rezende): 1464 calorias ( o dobro da missão passada)
Preparação do jantar.
19h-19h30m
- Jantar  (pão com ovos e queijo, café e rapadura).
- Limpeza dos pratos.
19h30m-0h
- Avaliação de atividades a serem desenvolvidas.
- Preparação de relatório e realização de anotações de pesquisa.
- Criação da Biblioteca On Line do Habitat Marte (Habitat Marte On Line Library – repositório de referencias sobre Marte.
- Temperatura interna do Habitat: 27,6o
- Temperatura externa do Habitat: 24o
- Umidade relativa interna do Habitat: 71%
- Umidade relativa interna do Habitat: 91%
- Dados de saúde (Julio Rezende): 2215 calorias
- Realizou-se reparos e organização de alguns materiais durante a noite.

11 de maio de 2019
Horário
Eventos
0h-2h
- Criação das instruções de manejo do sistema de aquaponia e do protocolo de observação do BioHabitat.
- Atualização do manual operacional.
- Preparação para dormir.
7h-9h
- Despertar.
- Avaliação das atividades a serem realizadas
- Preparação do relatório 
- Temperatura interna do Habitat: 26,2 °C (9h);
- Umidade relativa interna do Habitat: 68% (9h). 
9h-9h20m
- Preparação do café da manhã
- Café da manhã: pão, ovos, queijo, café e coalhada.
9h20m-10h50m
Elaboração do Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitat
10h50m-12h
Operacionalização do Protocolo de observação do BioHabitat: observação e das instruções do Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitat.
12h-12h30m
Complementação do nível de água do tanque (em 160 litros)  e realização do diagnóstico final do sistema de aquaponia.
12h30m-13h15m
Preparação do almoço e elaboração do relatório.

13h15m-13h45m
Almoço (macarronada, limonada e umbu).
- Temperatura interna do Habitat: 33,1o
- Umidade relativa interna do Habitat: 58%
13h45m-17h
- Cobertura do canteiro econômico com sombrite.
- Cultivo de alimentos no sistema de aquaponia e no canteiro econômico.
17h-17h20m
Procedimentos de encerramento da missão.
- Temperatura interna do Habitat: 30,9o
- Umidade relativa interna do Habitat: 60%
17h20m
Encerramento da missão.

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 10 e 11 de maio de 2019 a décima quarta missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 14 foi composta por Davi Souza (comandante da missão), Dalmo Santos (executivo –chefe da missão), Francisco Monte(agrônomo-chefe) e o professor Julio Rezende(cientista-chefe). A missão visou a operacionalização do sistema de aquaponia que alimentará as futuras tripulações participantes de missões na estação de pesquisa e simulação Habitat Marte.A implementação da referida tecnologia já ocorre desde a missão 11.
No dia 11 de maio de 2019foi elaborado o Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitate o Protocolo de observação do BioHabitat, sendo as instruções e operações realizadas pela primeira vez permitindo uma variada coleta de dados que permitirão realizar constatações e diagnósticos sobre a operação do sistema de aquaponia.
O diagnóstico da água no sistema indicou: diminuição do nível de água (evaporação) ocorrendo o aumento da concentração dos compósitos nitrogenados. Verificou-se a taxa de circulação em níveis adequados e administração de excesso de ração no período, desde que entrou em operação o sistema de aquaponia.
A observação dos peixes (análise macroscópica / biometria) indicou: integridade tecidual, das nadadeiras e das brânquias. Não foi verificado a ocorrência de inflamação (vermelhidão/ rubor) nos pedúnculos das nadadeiras.
Enquanto encaminhamentos para operacionalização do sistema de aquaponia, realizou-se a complementação do nível de água do sistema com a adição de 160 litros e a suspensão de alimentação dos peixes por 3 dias.
Manual de Procedimentos de manejo do sistema de aquaponia do BioHabitate o Protocolo de observação do BioHabitatservirão de suporte à gestão e operacionalização do sistema de aquaponia devendo ocupar os membros das missões futuras, sendo essa uma importante responsabilidade das próximas equipe. O manual de operações do Habitat Marte foi atualizado contemplando as instruções desenvolvidas na missão 14.
Realizou-se o cultivo de sementes das seguintes plantas no BioHabitat: pimenta bico, tomate, pimentão, manjericão, rúcula, alface mimosa e cebolinha. Cultivou-se sementes das seguintes plantas no canteiro econômico: alface mostarda, cebola, coentro, rúcula, alface mimosa, cebolinha e alface regina.
O dia 11 de maio de 2019 apresentou uma condição de tempo nublado havendo uma temperatura agradável, o que colaborou no desenvolvimento de várias atividades. Na missão foi preparado um capítulo adicionado ao manual de operações relacionado às atividades pós-missão.
É importante observar aspectos psicológicos envolvidos na missão. Nota-se que a internet é um importante recurso, principalmente para membros que possuem cônjuges e filhos. A comunicação à distância com familiares traz um importante conforto psicológico. Isso é muito importante em missões análogas à Marte como também em futuras missões espaciais.
                  Uma reflexão sobre a saúde em Marte: em locais áridos e semiáridos é muito comum a poeira. Por mais que se deseje isolar os habitats do ambiente externo, dificilmente se combaterá a contaminação dos ambientes internos por poeira. Que tipo de doença a poeira pode gerar em Marte? Considero que essa possa ser uma das principais ameaças à saúde em Marte e na Lua.
Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe - 
Habitat Marte

quarta-feira, 8 de maio de 2019

HABITAT MARTE realiza décima quarta missão com foco na produção de alimentos e divulga calendário de missões até o final do ano

HABITAT MARTE realiza décima quarta missão com foco na produção de alimentos e divulga calendário de missões até o final do ano

Acontece nos dias 10 e 11 de maio de 2019 a décima quarta missão na estação de simulação espacial Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento. A missão visa o cultivo de alimentos para o consumo de futuras tripulações participantes de missões na estação de pesquisa e simulação Habitat Marte.Serão colocados em operacionalização o sistema de aquaponia e o canteiro econômico, duas tecnologias sociais que podem ser replicadas no semiárido nordestino para a produção de alimentos. 
O sistema de aquaponia é um importante componente de funcionamento de um habitat autossustentável, tendo em vista que as missões no Habitat Marte produzirão seu próprio alimento. Durante a avaliação dos possíveis modelos para a produção das espécies vegetais, optou-se pelo sistema grow bed que faz uso de um leito de cultivo de argila expandida. A tecnologia escolhida permitirá a produção de variados alimentos: alface, manjericão, cebolinha, tomate, rúcula, cebola, quiabo, cebolinha, mostarda, pimentão, entre outros alimentos.
A equipe da missão 14 foi composta por Davi Souza (comandante da missão), Dalmo Santos (executivo –chefe da missão), Francisco Monte(agrônomo-chefe) e o professor Julio Rezende(cientista-chefe).
A coordenação do Habitat Marte divulga também as datas das próximas missões:
Missão 15 – 28 a 29/06/19
Missão 16 – 12 a 13/07/19
Missão 17 – 09 a 10/08/19
Missão 18 – 30/8 a 1/9/19
Missão 19 – 20 a 22/09/19
Missão 20 – 01 a 02/11/19
Missão 21 – 07 a 08/12/19 

Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.


Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Coordenador do Habitat Marte
Professor do Departamento de Engenharia da Produção (DEP) -UFRN
Diretor de Inovação da Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (FAPERN)
Telefone: 84 99981-8160.

sábado, 27 de abril de 2019

Relatório da Missão 13 do Habitat Marte


Relatório da Missão 13 do Habitat Marte

Período: 
26 a 27 de abril de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Dalmo Múcio Silva dos Santos
Comandante da Missão 
E-mail: dalmomucio@gmail.com

Davi Alves Feitosa de Souza
Engenheiro-chefe
E-mail: daviafs15@gmail.com

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe

Objetivo geral:
Operacionalizar o sistema de aquaponia no BioHabitat.

Apresentação
Esta missão concluiu a montagem do sistema de aquaponia na estufa BioHabitat no Habitat Marte e a implementação do canteiro econômico.

Atividades desenvolvidas na missão:
- Melhorias e operacionalização do BioHabitat 
- Conclusão do sistema aquapônico;
- Construção da tecnologia social do canteiro econômico;
- Reparos e melhoria da infraestrutura do BioHabitat no Habitat Marte;
- Realização de fotos e vídeos de operacionalização da missão;
- Elaboração do relatório da missão.

26 de abril de 2019
Horário
Eventos
17h
Chegada em Caiçara do Rio do Vento
17h20m – 18h40m
Início da simulação
- Temperatura interna do Habitat: 28,3o
- Umidade relativa interna do Habitat: 69%
- Início da preparação do relatório e tomada de notas.
- Dados de saúde (Julio Rezende): 686 calorias.
- Descarregamento de materiais diversos para a missão.
A estufa já possui eletricidade que foi instalada no último encontro.
20h-20h40m
Preparação do Jantar, jantar (pão com ovos e queijo, café e rapadura).
- Dados de saúde: Movimento 800 calorias.
- Limpeza dos pratos.
Identificou-se uma maior quantidade de grilos, que não haviam na missão anterior.
20h40m-0h30m
Término da montagem do sistema de aquaponia. 
Teste hidráulico dos grow beds.
Planejamento da construção do canteiro econômico.
Catalogação dos materiais hidráulicos disponíveis no Habitat Marte.
A instalação do sistema aquapônico foi facilitada por já existir luz na estufa BioHabitat.

27 de abril de 2019
Horário
Eventos
0h30m-1h50m
Avaliação das estratégias operacionais para o segundo dia de missão.
Levantamento de materiais a serem adquiridos.
- Temperatura interna do Habitat: 26,4o
- Umidade relativa interna do Habitat: 73%
- Temperatura externa do Habitat: 23o
- Umidade relativa externa do Habitat: 90%
- Sensação térmica: 24 oC
7h50h-8h10m
- Despertar.
- Avaliação das atividades a serem realizadas
- Preparação do café da manhã
- Temperatura interna do Habitat: 26,4 °C;
- Umidade relativa interna do Habitat: 76%. 
- Preparação do relatório
8h10m-8h30m
- Café da manhã: pão, ovos, café e laranja.
8h30m-9h
Etapas da gestão do sistema de aquaponia realizadas pela missão 13:
1 - coleta dos peixes no corpo aquoso para serem introduzidos no tanque.
2 – aclimatação dos peixes afim de equilibrar os parâmetros físico-químicos diminuindo o estresse animal.
3 – biometria (verificação do comprimento de cada peixe) com a função de conhecer o desempenho zootécnico (quanto o animal está se desenvolvendo no tempo de cultivo tendo uma média de tamanho e peso por animal). A biometria colabora para a avaliação macroscópica do lote. Ao final da realização da biometria haverá a determinação da biomassa (peso total do referido lote) para realizar o cálculo de ajuste de ração (quantidade de ração ofertada ao dia).
4 – introdução dos peixes no tanque.
9h-10h10m
Atividades operacionais de construção do canteiro econômico. O canteiro econômico possui um comprimento de 1 metro de largura por 6 de comprimento. Trata-se de um vala cavada e forrada com uma lona. Sobre a lona é colocado um cano de esgoto de 40mm que é forrado com telhas. O abastecimento de água é realizado pelo cano que alimentam as raízes das plantas que produzirão alimentos. Após ser preparada a estrutura é reintroduzido uma composição de solo e adubo que serão o composto para o desenvolvimento das plantas. É pertinente destacar que esses dois elementos encontram-se disponíveis onde funciona o Habitat Marte.
10h10m-11h30m
Parte da equipe foi na cidade para adquirir elementos para a construção da infraestrutura.
11h30m-12h40m
Preparação de infraestrutura de apoio
Introdução de mais peixes no tanque.
12h40m-13h20m
Almoço.
13h20m-17h20m
Atividades de construção da tecnologia social do canteiro econômico do Habitat Marte.
17h20m-18h
Procedimentos finais de encerramento da missão.
- Temperatura interna do Habitat: 30,2o
- Umidade relativa interna do Habitat: 65%
- Observação astronômica: foi observado um satélite.
18h
Encerramento da missão

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 27 e 28 de abril de 2019 a décima terceira missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 13 foi composta por Dalmo Santos(comandante da Missão), Davi Souza (engenheiro-chefe) e o professor Julio Francisco Dantas de Rezende(executivo-chefe). A missão visou a operacionalização do sistema de aquaponia que alimentará as futuras tripulações participantes de missões na estação de pesquisa e simulação Habitat Marte.A implementação da referida tecnologia já ocorre desde a missão 11.
O sistema de aquaponia é um importante componente de funcionamento de um habitat autossustentável. O modelo escolhido para a produção das espécies vegetais foi o sistema grow bed. A tecnologia escolhida permitirá a produção de variados alimentos como alface, rúcula, feijão, manjericão, cebolinha, tomate, entre outros alimentos.
Foi realizada a capacitação de pessoas da comunidade sobre a tecnologia do sistema de aquaponia: Duda é a pessoa que irá realizar a gestão do sistema durante os dias que não estejam ocorrendo a missão. A forma de implantação do sistema de aquaponia e a explicação desse processo para pessoas da comunidade é uma forma de transferir conhecimento e construir para uma educação de conteúdo prático e  de qualidade para a sociedade, ação essa relacionada como Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 4 – Educação de Qualidade.
A gestão/ operacionalização do sistema de aquaponia ocupará os membros das missões futuras, sendo essa uma importante responsabilidade das próximas equipe. Nesse sentido, o manual operacional do Habitat Marte deverá ser atualizado de modo a contemplar instruções de manejo do sistema de aquaponia.
Realizou-se a aquisição de sementes a serem plantadas na próxima missão:
-      Rúcula,
-      Alface,
-      Cebola,
-      pimenta bico,
-      quiabo,
-      cebolinha,
-      mostarda,
-      alface,
-      cenoura,
-      melancia
-      tomate,
-      pimentão,
-      manjericão,
-      moranga,
-      melão.
Durante a missão foram realizados testes do sistema de aquaponia sob a supervisão do especialista  Dalmo Múcio Silva dos Santos. Foram introduzidos 30 peixes no tanque de água que apresentaram um tamanho que variou de 6 cm a 24,5 cm. Essa é a população inicial que permitirá o desenvolvimento do sistema autossustentável do BioHabitat na estação de pesquisa Habitat Marte.
Davi Alves Feitosa de Souzadesenvolveu a instalação dos sistemas elétricos, inclusive com a implantação de uma instalação de um sistema de energia solar que proporciona o funcionamento de uma luminária tipo refletor.
Julio Francisco Dantas de Rezendecolaborou na construção de dois canteiros econômicos que aproveitarão a água da chuva e o esgoto do banheiro e pias para a produção de alimentos. O canteiro verde colabora para a autossustentabilidade da iniciativa proporcionando a produção de alimentos e sendo uma ferramenta de educação para escolas e visitantes.
É importante destacar a troca de conhecimento entre os três membros da missão, característica essa que gerou muitos aprendizados para os participantes. A troca de informações também ocorre no intervalo de uma missão e outra e durante as viagens para o Habitat Marte.
Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.
Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe - 

Habitat Marte