segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Relatório da Missão 22 do Habitat Marte - 3 e 4 de outubro de 2019


Período: 
3 a 4 de outubro de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Davi Alves Feitosa de Souza
Comandante da missão

Lucas Ataide Abrantes 
Agrônomo-chefe

Cíntia Marcelly de Souza Mafra
Engenheira-chefe

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Executivo-chefe

Objetivo geral:
Melhoria da infraestrutura física do Habitat Marte e a operacionalização da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânixos (ETROS).

Apresentação
Na missão 22 consumiu-se pela primeira vez tilápias cultivadas no Habitat Marte, conforme o conceito de autossustentabilidade. A missão 22 voltou-se à melhoria da infraestrutura física do Habitat Marte. Realizou-se a organização do laboratório MarsLab, a operacionalização da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânicos (ETROS) e a melhoria e organização da biblioteca.

Atividades desenvolvidas na missão:
- operacionalização da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânicos (ETROS);
- organização da biblioteca e melhoria como a instalação do forro e de cortinas;
- organização do MarsLab;
- consumo das tilápias do BioHabitat;
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- observação astronômica.

3 de outubro de 2019
Horário
Eventos
9h50m
- Início da missão no Habitat Marte;
- Transporte dos materiais;
- Temperatura interna do Habitat: 31,6oC;
- Umidade relativa interna do Habitat: 46%.
10h-11h15m
- Preenchimento dos questionários iniciais por Lucas e Cíntia.
- Manutenção das instalações do BioHabitat. Troca do rotor da bomba d’água por Davi.
- Preparação do relatório.
11h15m-13h
Organização do MarsLab.
13h-13h30m
Preparação do almoço.
13h30m-14h
Almoço.
14h-16h10m
Limpeza do BioHabitat e organização do MarsLab
16h10m-17h30m
Atividade Extraveicular: visita das instalações do Habitat Marte e visita ao mirante
17h30-18h10m
Preparação do ETROS
18h10m-18h40m
- Observação astronômica.
18h40m-19h
- Conclusão do ETROS
19h-19h40m
- Biometria e coleta dos peixes para serem consumidos
19h40m-20h30m
- Avaliação de preparo dos peixes e considerações sobre artigos futuros.
20h30m-22h20m
- Preparação dos filés de tilápia.
- Preparação do relatório.
- Melhoria do Protocolo  de Processamento Sustentável de Pescados (PPSP).
22h20m-0h
- Preparação do jantar com tilápia e arroz;
- Preparação do relatório;
- colocação do forro da biblioteca.

4 de outubro de 2019
Horário
Eventos
0h-0h40m
- Jantar.
0h40m-2h30m
- colocação do forro da biblioteca;
- colocação das cortinas da biblioteca;
- organização da biblioteca.
2h30m-2h40m
- Preparação para dormir.
- Temperatura interna do Habitat: 25,8 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 68%.
6h-6h40m
- Despertar.
- Temperatura interna do Habitat: 25,6 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 68%.
A sensação agradável nesta manhã.
- Preparação do café da manhã.
6h40m-7h
Realização da biometria do BioHabitat.
7h-7h30m
Café da manhã.
7h30m-8h
-Foto oficial.
- Preparação para a saída.
8h10m
- Encerramento da missão.

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 3 e 4 de outubro de 2019 a vigésima segunda missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 22 foi composta por Davi Souza (comandante da missão), Cíntia Mafra (engenheira-chefe), Lucas Abrantes (agrônomo chefe) e o professor Julio Rezende(executivo-chefe). A missão teve um enfoque especial na operacionalização da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânicos (ETROS) do Habitat Marte e na organização do Laboratório de Tecnologias Aplicadas à Marte e o Semiárido – MarsLab.
Seria possível destacar como principal resultado da missão a preparação de tilápias que foram cultivadas no sistema de aquaponia. Foram consumidos 4 peixes que depois da preparação dos filés geraram 620 gramas de fonte de proteína. Esta pode ser considerada uma das principais missões do Habitat Marte, tendo em vista que um dos principais propósitos dos habitats circulares é gerar o próprio alimento a ser consumido. É possível afirmar que o Habitat Marte consiga nos próximos seis meses encontrar uma condição de autossustentabilidade, a partir do consumo de alimentos produzidos exclusivamente na estação.
Dias anteriores à data da Missão 22, foi informada a ocorrência da primeira parada do sistema de produção de alimentos em operacionalização no BioHabitat. A parada ocorreu por falhas geradas na bobina do motor responsável por bombear a água proveniente do tanque dos peixes. Por essa razão, foi necessário realizar a primeira intervenção corretiva no Space Aqua, a fim de trocar a bobina do motor e determinar encaminhamentos para evitar futuras ocorrências semelhantes.
A circulação da água é um elemento fundamental para o funcionamento adequado do sistema, já que se trata do recurso responsável por fazer a entrega dos nutrientes aos leitos de cultivo (growbeds). Durante a intervenção notou-se algumas alterações relevantes que poderiam interferir no processo de cultivo, entre elas: matéria orgânica acumulada no fundo do tanque; entupimento das tubulações e torneiras; falta de água para as plantas;  alteração considerável dos níveis dos compostos nitrogenados (Ph, Nitrato e Amônia Tóxica).
A intervenção possibilitou implementação de um novo protocolo de gestão voltado para o BioHabitat. O Protocolo de Manutenção e Limpeza do Space Aqua/Biohabitat foi desenvolvido a partir dos conceitos de manutenção preditiva, preventiva e corretiva juntamente com a necessidade da rotina de limpeza do sistema. As ações presentes no protocolo dividem-se em estágios de limpeza, verificação, além de identificação, análise e encaminhamento para possíveis problemas que possam vir a acontecer durante a produção de alimentos no Habitat Marte.
Sobre a observação astronômica foram observados poucos satélites. Estava nublado, o que dificultou a observação de satélites.
A missão teve uma carga horária de 22 horas. Foi possível realizar várias atividades de melhoria da estação Habitat Marte, com ênfase na biblioteca, no laboratório MarsLab e o ETROS.
Durante a missão foram aprimorados procedimentos operacionais do Habitat Marte, principalmente referente ao funcionamento da Estação de Tratamento de Resíduos Orgânixos (ETROS).
Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende (chefe-executivo)e Davi Feitosa (comandante da Missão) - Habitat Marte – www.Habitatmarte.com.

domingo, 15 de setembro de 2019

Habitat Marte: Videos e reportagens


Pesquisador brasileiro visita estação no deserto que simula planeta Marte "Fantástico":
https://www.youtube.com/watch?v=wFwIRd62GMg&t=70s

Palestra na Escola Municipal Professora Zeneide Igino de Moura
https://youtu.be/jPk7ze2yMvw

Palestra na Campus Party Natal - Feel the Future - 13/04/2018 das 10h30 às 11h30 - Habitat Marte

Palestra na Campus Party SP – 27 de fevereiro de 2019 
Palestra Cultura Maker e espaço na Campus Natal –  18 de agosto de 2019 
https://youtu.be/qXMk97wYMgg

Programa Tela Rural 2018 .25 - Matéria Habitat Marte:
https://www.youtube.com/watch?v=t_yvuETgRck&t=61s

Habitat Marte – Missão 8:
https://www.youtube.com/watch?v=_75AnSzUV_c

Julio Rezende - Habitat Marte Brazil - 21st Annual International Mars Society Convention (apresentação em inglês):
https://www.youtube.com/watch?v=OoF0T6Dlxlk

Palestra sobre o Habitat Marte na Escola Municipal Professora Zeneide Igino de Moura - Natal/RN

Habitat Marte: reportagens veiculadas em Jornais, revistas e blogs


Experimento brasileiro simula solo de Marte para plantios
Fonte: Folha de São Paulo (matéria disponível apenas para assinantes)

Pesquisadores brasileiros testam plantações em simulação do solo de Marte
Fonte: MSN
https://www.msn.com/pt-br/noticias/ciencia-e-tecnologia/pesquisadores-brasileiros-testam-plantações-em-simulação-do-solo-de-marte/ar-AAFKJnc

Cientista brasileiro recria habitat de Marte no semiárido do Rio Grande do Norte
Fonte: Revista Época Negócios
https://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2019/04/cientista-brasileiro-recria-habitat-de-marte-no-semiarido-do-rio-grande-do-norte.html

Marte en el nordeste de Brasil
Fonte: Jornal El Observador (Uruguai)

Marte en el nordeste de Brasil
Fonte: Press Reader

Habitat Marte: The Brazilian Mars Research Station

Cientista Brasileiro Recria Habitat de Marteno Semiárido do Rio Grande do Norte
Brazilian Space

Habitat Marte e Trajes Espaciais: Mars Society Brazil e COBRUF celebram parceria
Fonte: Cobruf.

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Relatório da Missão 21 do Habitat Marte - 6 a 7 de setembro de 2019


Período: 
6 a 7 de setembro de 2019.

Local: 
Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (NUPECS) – Caiçara do Rio do Vento – RN – Brasil.

Membros da missão:
Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende
Comandante da missão

Davi Alves Feitosa de Souza
Engenheiro-chefe
E-mail: daviafs15@gmail.com

Emerson Lucas Morais De Lima
Biblioteconomista chefe
E-mail: 11morais.lucas@gmail.com

Objetivo geral:
Organização da Biblioteca do Habitat Marte.

Apresentação
A missão 21 teve um estudante de biblioteconomia e outro de engenharia elétrica. Foram realizadas atividades muito distintas, como a organização da biblioteca, do MarsLab, o teste do case de automação e controle de parâmetros biofísicos do BioHabitat e a realização de uma Atividade Extraveicular.

Atividades desenvolvidas na missão:
- organização da biblioteca e realização das instalações elétricas;
- instalação do forro experimental e realização de melhorias do MarsLab;
- Teste e operacionalização do case de automação e controle de parâmetros biofísicos do BioHabitat;
- Reaização de Atividade Extraveicular (EVA);
- Monitoramento e manejo do BioHabitat;
- observação astronômica;
- Elaboração do relatório da missão.

6 de setembro de 2019
Horário
Eventos
17h30m-18h
- Início da missão no Habitat Marte
- Preenchimento dos questionários por Emerson Lucas.
- Verificações iniciais do BioHabitat e do Habitat Marte. 
- Temperatura interna do Habitat: 28,3o
- Umidade relativa interna do Habitat: 52%
Notou-se a presença de pequenos mosquitos.
18h-18h15m
- levantamento de intervenções na biblioteca e no MarsLab.
18h15m-18h45m
- Observação astronômica.
18h45m-21h50m
- Trabalho e melhoria da infraestrutura da Biblioteca.
- Davi preparou as instalações elétricas na biblioteca.
- Observou-se um bom conforto térmico na biblioteca. Na avaliação do estudante de biblioteconomia Emerson Lucas, a biblioteca apresenta um bom espaço de circulação.
- É possível observar muito vento no exterior da estação. Penso sobre como será a vida nos habitats em Marte assolados por tempestades de poeira laranja. Uau!
21h50m-22h15m
Jantar: café, pão com queijo e atum e comida espacial (purê de maçã)
22h15m-0h
- Organização da biblioteca e conclusão das instalações elétricas da biblioteca.

7 de setembro de 2019
Horário
Eventos
0h-0h40m
- Análise e pesquisa em ecodesign sobre possibilidades de forros do MarsLab. Tivemos a ideia de reaproveitamento de um dos materiais disponíveis no Habitat Marte.
- Avaliação e delineamento de novos artigos.
0h40m-1h15m
- Observação astronômica – observamos vários meteoros. 
A experiência do frio me fez pensar sobre protocolos e cuidados para lidar com o frio, pois os membros das equipes podem adoecer. 
- Preparação para dormir.
- Temperatura interna do Habitat: 23,6 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 55%.
6h20m-6h30m
- Despertar.
- Temperatura interna do Habitat: 23,7 oC. 
- Umidade relativa interna do Habitat: 60%.
A sensação térmica é de frio nessa manhã.
7h-7h30m
- Planejamento das atividades. Realização da fotografia oficial da equipe.
- Realização de fotografias do Habitat Marte e da equipe.
7h30m-8h
- Elaboração do relatório. Membros da equipe queixam-se de rinite. É necessário pensar sobre possíveis problemas de simulação em simulações em Marte relacionadas à possibilidade de adoecimento com problemas respiratórios e imunológicos advindos das condições de clima, vento e poeira. Quais serão as principais doenças em Marte? Existe literatura relativa a essa questão.
- Preparação do café da manhã.
8h-8h30m
- Café da manhã: pão com queijo de coalho, atuam e café. 
- Temperatura interna do Habitat: 27,3 °C;
- Umidade relativa interna do Habitat: 55%.
8h30m-9hh25m
- Melhoria do manual operacional;
- Preparação para Atividade Extraveicular (EVA).
9h25m-9h30m
- Momento na câmara de descompressão. Escutamos a música Faster do Within Temptation.
9h30m- 10h10m
Atividade Extraveicular (EVA):
- avaliação do sistema de comunicação. Verificou-se o alcance dos rádio comunicadores.
- Avaliação de uma possível base de teste e lançamento de foguetes;
- Avaliação de possível base de apoio a teste e lançamento de foguetes;
- Avaliação de um possível local para uma base de simulação avançada.
10h10m-10h15m
- Momento na câmara de descompressão após a EVA. Escutamos a música Reckoning do Within Temptation.
10h15m-11h
- Atividades pós-EVA;
- Melhoria do manual operacional;
- Preparação de relatório;
- Resposta dos questionários de avaliação da câmara e da EVA.
11h-17h05m
- Instalação do forro do MarsLab.
17h05m-17h30m
- Manejo do BioHabitat.
17h30m-18h10m
Hoje não tivemos tempo de almoçar. Lanchamos pão com queijo de coalho.
- Preparação para deixar o Habitat Marte.
18h10m
- Encerramento da missão.

Resultados e considerações finais
Aconteceu nos dias 6 e 7 de setembro de 2019 a vigésima primeira missão na estação de pesquisa Habitat Marte, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, Rio Grande do Norte. A equipe da missão 21 foi composta por Davi Souza (engenheiro-chefe), Emerson Lucas de Lima (Biblioteconomista da missão) e o professor Julio Rezende(comandante da missão). A missão teve um enfoque especial na preparação da biblioteca do Habitat Marte.
A missão teve uma carga horária de 24 horas. 
Um dos propósitos do Habitat Marte é desafiar as pessoas a procurarem perceber como diferentes atuações acadêmicas e profissionais podem apresentar relações com a área espacial. Muitas pessoas possuem interesse pela área espacial e não identificam em um primeiro momento como podem desenvolver pesquisas ou uma atuação profissional. As missões colaboram para responder essa questão, empoderando os participantes das missões a desenvolverem competências relacionadas ao espaço.
Percebe-se que o Habitat Marte possui pontos fortes em relação a outras estações no mundo. Um deles passa a ser o funcionamento da biblioteca e o novo sistema de controle do BioHabitat.
Desde o início do funcionamento do Space Aqua vêm sendo realizadas rotinas de manejo que consistem em análises dos parâmetros e recursos envolvidos. Para que o sistema opere adequadamente e siga corretamente os comandos previamente designados para seu funcionamento adequado, a automação é o fator chave. As instruções previamente designadas para o manejo da água se apresenta como uma solução eficiente na produção de alimentos em um sistema de aquaponia.
A automação de um processo está relacionada à aplicação de técnicas, softwares e outros equipamentos, como sensores, atuadores e controladores capazes de aperfeiçoar tarefas e controlar as variáveis presentes em um sistema produtivo.
O Arduino é um microcontrolador capaz de realizar o controle de processos mais simples, cuja necessidade de um sistema mais robusto é dispensada. Esta tecnologia se trata de um hardware cuja plataforma é de código aberto, no qual são desenvolvidos códigos de programação para realizar operações instruídas pelo programador através de uma interface de desenvolvimento (IDE Arduino).
    O case de controle foi posto em operacionalização no sistema de Aquaponia (Space Aqua), em funcionamento no interior do BioHabitat (estufa do Habitat Marte). Nele, os sinais são enviados por sensores instalados no interior do ambiente controlado, determinando a operação dos dispositivos presentes na saída (atuadores e displays).
A tecnologia implementada no desenvolvimento de seus circuitos utiliza o conhecimento de sistemas embarcados e eletrônica. Vale salientar que o primeiro sistema embarcado reconhecido foi o Apollo Guidance Computer, desenvolvido por Charles Stark Draper, o qual operava em tempo real e foi considerado o item mais arriscado do projeto Apollo.
Assim, uma forma de garantir que o sistema opere de maneira segura e confiável foi utilizado uma fonte reguladora de tensão mais robusta, com uma corrente nominal de 10A, capaz de suportar o acionamento de maiores cargas e proteger o sistema contra sobretensão e sobrecorrente.
Com isso, tornou-se possível obter resultados capazes de colaborar para a idealização e desenvolvimento de futuras atividades no interior do BioHabitat . Além do controle parâmetros fundamentais como umidade, temperatura, pressão e nível de água no tanque de peixes, será possível acoplar mecanismos para entrega da ração dos peixes e reposição da água do reservatório.
                  Hoje é 7 de setembro e vestimos laranja. A missão proporcionou várias ideias inovadoras.

Mais informações podem ser encontradas em www.HabitatMarte.com.

Prof. Julio Francisco Dantas de Rezende (comandante)e Davi Alves Feitosa de Souza (engenheiro chefe) - Habitat Marte – www.Habitatmarte.com.

Relatório da Missão 22 do Habitat Marte - 3 e 4 de outubro de 2019

Período:  3 a 4 de outubro de 2019. Local:  Habitat Marte – Núcleo de Pesquisas em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Sem...